Canal INdica: Dia do Cinema Brasileiro

O Dia do Cinema Brasileiro é celebrado no dia 05 de novembro, em homenagem ao cineasta Paulo Cesar Saraceni, que nasceu neste dia, em 1933. Porém, o dia também é comemorado em dia 19 de junho, em homenagem ao primeiro cinegrafista e diretor do Brasil, o ítalo-brasileiro Afonso Segreto, que registrou as primeiras imagens em movimento no território brasileiro, em 1898. 

Independentemente da discussão acerca da data, para comemorar o cinema brasileiro, o Canal In preparou uma lista com cinco filmes que ilustram toda a produção nacional. Confira abaixo: 

BINGO: O REI DAS MANHÃS (2017)

Sinopse: Cinebiografia de Arlindo Barreto, um dos intérpretes do palhaço Bozo no programa matinal homônimo da televisão brasileira durante a década de 1980. Barreto alcançou a fama graças ao personagem, apesar de jamais ser reconhecido pelas pessoas por sempre estar fantasiado. Esta frustração o levou a se envolver com drogas, chegando a utilizar cocaína e crack nos bastidores do programa.

Comentário: Os temas tratados no filme não se restringem aos anos 80 e não dizem respeito unicamente ao protagonista. Até hoje estamos em busca de reconhecimento, deixando nossas famílias de lado para focar no trabalho e, com isso, não dando a devida importância às nossas próprias vidas. 

Disponível na HBO GO


A VIDA INVISÍVEL (2019)

Sinopse: Antigas cartas de sua irmã Guida, há muito desaparecida, surpreendem Eurídice, uma senhora de 80 anos. No Rio de Janeiro dos anos 1950, Guida e Eurídice são cruelmente separadas, impedidas de viverem os sonhos que alimentaram juntas ainda adolescentes.

Comentário: Representante do Brasil no Oscar do ano passado, A Vida Invisível conta a história  destas duas irmãs, tentando lutar contra as forças sociais que insistem em frustrá-las. Invisíveis em uma sociedade paternalista e conservadora, elas se desdobram para seguir em frente.

Disponível no Google Play Filmes

CENTRA DO BRASIL (1998)

Sinopse: Dora, uma amargurada ex-professora, ganha a vida escrevendo cartas para pessoas analfabetas, que ditam o que querem contar às suas famílias. Ela embolsa o dinheiro sem sequer postar as cartas. Um dia, Josué, o filho de nove anos de idade de uma de suas clientes, acaba sozinho quando a mãe é morta em um acidente de ônibus. Ela reluta em cuidar do menino, mas se junta a ele em uma viagem pelo interior do Nordeste em busca do pai de Josué, que ele nunca conheceu.

Comentário: Um dos melhores filmes já produzidos no Brasil, o longa tem uma das histórias mais cotidianas da vida dos brasileiros: o abandono paterno. A atuação da Fernanda Montenegro é simplesmente espetacular e o fato de não ter conquistado o Oscar segue como uma das maiores injustiças da academia de artes cinematográficas.  

Disponível no Telecine

QUE HORAS ELA VOLTA? (2015)

Sinopse: A pernambucana Val se mudou para São Paulo com o intuito de proporcionar melhores condições de vida para a filha, Jéssica. Anos depois, a garota lhe telefona, dizendo que quer ir para a cidade prestar vestibular. Os chefes de Val recebem a menina de braços abertos, porém o seu comportamento complica as relações na casa.

Comentário: Regina Casé demonstra todo o seu talento como atriz nesse filme, que retrata a complexidade das relações entre os pais que se sacrificam para que os filhos possam ter uma vida melhor que a deles e os filhos que carregam as expectativas dos pais por um futuro melhor. 

Disponível no Globoplay

CIDADE DE DEUS (2002)

Sinopse: Buscapé é um jovem pobre, negro e sensível, que cresce em um universo de muita violência. Ele vive na Cidade de Deus, favela carioca conhecida por ser um dos locais mais violentos do Rio. Amedrontado com a possibilidade de se tornar um bandido, Buscapé é salvo de seu destino por causa de seu talento como fotógrafo, o qual permite que siga carreira na profissão. É por meio de seu olhar atrás da câmera que ele analisa o dia a dia da favela em que vive, onde a violência aparenta ser infinita.

Comentário: Cidade de Deus segue como um reflexo da sociedade brasileira, que isola o diferente e não consegue aceita-lo. O pobre só pode se tornar criminoso, não há qualquer outro destino para ele, e se for preso, será reinserido na sociedade, mas nunca ressocializado. 

Disponível no Amazon Prime Video

Equipe Canal In

Repórter: Marco Dias

Foto: divulgação

Compartilhe essa postagem