Clarice Lispector é homenageada em exposição gratuita no Santo Antônio Além do Carmo


“Clarices” estará aberta ao público a partir do dia 13 de outubro. Visitações acontecem às terças-feiras, quintas e sábados, das 14 às 16h.

Considerada uma das escritoras mais importantes do século XX, a ucraniana naturalizada brasileira, Clarice Lispector (1920–1977), será homenageada por artistas da Bahia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Sergipe, Ceará, São Paulo, Itália e Chile, em vernissage no mês de outubro. Intitulada “Clarices”, a exposição estreia oficialmente em Salvador no dia 13 de outubro, e deve seguir até o dia 12 de dezembro, com sede no “ME Ateliê da Fotografia”. Exibições acontecem às terças-feiras, quintas e sábados, no horário das 14 às 16h.

Seguindo o “Protocolo Setorial” da Prefeitura de Salvador para “Centros Culturais, Museus e Galerias de Arte”, o ateliê funcionará com 30% da capacidade máxima para visitações simultâneas. Após a aferição de temperatura, o visitante pode explorar o vernissage, mantendo o distanciamento social de 1,5m, com a permanência de até 1h sob utilização de máscara protetora durante toda a exposição. A higienização do local é feita antes e após o encerramento do horário de visita.

Comemorando o centenário da vida e obra da escritora no mês de dezembro, o vernissage também celebra o 2º ano de atividades do “ME Ateliê da Fotografia” — localizado na Ladeira do Boqueirão número 6, Santo Antônio Além do Carmo. Em seu 1º ano de funcionamento, o fotógrafo baiano e curador do ateliê, Mário Edson, homenageou a pintora mexicana Frida Kahlo, em uma série de exposições com mais de 60 artistas — projeto que permaneceu durante 6 meses com recorde de público.

“Falar de Clarice Lispector no ano em que se comemora seu centenário é de grande responsabilidade e imensurável desafio. Uma mulher de fama enigmática e misteriosa, cuja obra foi um divisor de águas na literatura brasileira, numa época (do seu surgimento) cujo cenário dominado, exclusivamente, por escritores e temáticas regionais, Clarice chega com uma abordagem psicológica, histórias do cotidiano e elencando sempre a figura feminina como protagonista”, explica o curador.

A coletânea artística do vernissage será distribuída entre os três espaços do ateliê, com sessões cinematográficas, apresentações teatrais, narrativas de histórias para crianças, oficinas, rodas de conversa e visitas guiadas.

Equipe Canal In

Repórter: Lucas Gomes

Editor: Ricardo Henrique

Foto: divulgação

Compartilhe essa postagem