Djavan lança “Vesúvio” com dois shows em Salvador

 

Primeiro show na Concha Acústica teve ingressos esgotados

 

 

No palco com uma nova banda composta pelos velhos companheiros, o guitarrista João Castilho, os pianistas Paulo Calasans e Renato Fonseca, dois músicos novos – o baixista Arthur de Palla, o baterista Felipe Alves, uma “cozinha” com um suingue ainda mais pop para a sua nova safra de canções -, o artista interpretou as músicas de “Vesúvio”, vigésimo quarto álbum de sua carreira.

Além dos singles “Solitude”, “Cedo ou Tarde” e “Vesúvio”, o repertório inclui também sucessos como “Se”, “Flor do Medo”, “Eu te devoro”, “Samurai”, dentre outros.

É o próprio Djavan quem assina a direção do show que tem cenário de Suzane Queiroz, projeto de luz de Binho Schaefer e figurino de Roberta Stamato.

Ainda sobre o novo trabalho, ‘Vesúvio’ é um estratovulcão localizado na cidade de Nápoles, Itália. O único na Europa que entrou em erupção em cem anos. Já na capa do disco, Djavan associa a cor preta as larvas apagadas e cor dourada as larvas acesas. No entanto traz uma leitura política das ascensões e eventuais situações contrárias que o mundo se encontra. Logicamente que a canção que dá nome ao trabalho, é romantizada e não relata nada científico do vulcão.

Muito à vontade diante da plateia baiana, o artista que mesclou novas e antigas canções, fez o público cantar junto e reforçou a ideia de ouvir e cultuar a boa música. “A Bahia é fonte inesgotável de inspirações. Grandes compositores e amigos…

Equipe Canal In

Repórter: Ricardo Henrique / Lucas Gomes

Editor: Ricardo Henrique

Fotos: Reginaldo Silva 

Compartilhe essa postagem