Escritora baiana premiada em Angola lança seu terceiro livro

Natural da Praia do Forte, Tessa Pisconti acumula livros publicados, entre eles, o mais recente, “Colcha de Retalhos”.

Condecorada pelo Itamaraty com a Comenda da Ordem de Rio Branco, pelo trabalho desenvolvido no Centro de Estudos Brasileiros de Luanda, no ano de 2010, a escritora e poetisa baiana Tessa Pisconti tem sua trajetória marcada por grandes vivências.

Com experiências em Angola, na África, como gestora cultural e diretora da Casa de Cultura Brasil-Angola – atual Centro Cultural Brasil-Angola, a baiana natural de Praia do Forte, município de Mata de São João, publicou o seu primeiro livro, “O Macaco Chorão”, de forma independente, no ano de 2011.

Em 2012 foi uma das vencedoras do 4º Concurso Caxinde do Conto Infantil com o livro “A galinha que queria ser actriz”, culminando com a publicação do livro homônimo em 2013, pela Plural Editores, do Grupo Porto Editora. Em 2020, participou da Antologia poética “Terra, fogo, água, ar: coletânea lírica”, pela Edufba e lançou, no mês de agosto, o livro de poemas “Colcha de retalhos”, pela editora Madrepérola.

Assumindo-se poetisa em seu terceiro livro, Tessa traz em Colcha de Retalhos um olhar sensível da vida, passeando por memórias, paisagens, instantes, sensações e forças narrativas. Permitindo ao leitor o maravilhamento de surpresas que se conectam em cada poema, características que fizeram com que o livro fosse aprovado pela curadoria do “Eu Faço Cultura”, programa vinculado ao Ministério do Turismo e Caixa Seguradora que fomenta a distribuição de livros para todo o país.

Com obras à venda através da internet, para saber mais sobre Tessa Pisconti acesseinstagram.com/tessapisconti, ou o livro através do link https://www.editoramadreperola.com/produto/colchaderetalhos/.

Equipe Canal In

Repórter / Editor: Ricardo Henrique

Foto: divulgação

Compartilhe essa postagem