Espetáculos exploram narrativas poéticas com artistas consagrados das artes cênicas

Os solos “Retratos imorais”, com João Guisande, e “O Barão nas árvores”, com Marcos Lopes, estreiam em abril no canal do Território Sirius no YouTube com acesso gratuito. As obras trazem uma mostra da atual dramaturgia baiana, encenada por intérpretes e grupos locais.
 
“Retratos imorais” será apresentado no dia 3 de abril, às 19h, e tem a narrativa construída de forma lírica, irônica e bem-humorada ao adaptar dois contos do escritor Ronaldo Correia Brito, “Mãe em fuligem de candeeiro” e “Mãe numa ilha deserta”. O espetáculo, dirigido por Moncho Rodriguez, rendeu a João Guisande o Prêmio Braskem na categoria ator, por sua brilhante interpretação.
 
“O Barão nas árvores”, inspirado na obra de Ítalo Calvino, é um espetáculo do coletivo Duo e será encenado no dia 4 de abril, às 15h. Lúdico e poético, esse solo conta a história de Cosme Chuvasco de Rondó, filho de nobres que aos 12 anos decide subir nas árvores e nunca mais descer, se transformando em um grande defensor da natureza. O espetáculo infanto-juvenil tem atuação de Marcos Lopes, com direção de Guilherme Hunder. 
 
“Solos em Todos os Solos” é um projeto digital de apresentação, valorização e conexão de solos de artistas das artes cênicas, que chega à segunda edição com sete espetáculos soteropolitanos, quatro diferentes oficinas e lives semanais que exploram diálogos entre os componentes das equipes convidadas. Todas as apresentações têm interpretação em libras e a programação é ampla para o público infantil e adulto. Todas as atividades são gratuitas e ocorrem até o dia 10 de abril.
 
O projeto, desenvolvido pelos atores Fábio Vidal e Vinícius Piedade, apresenta virtualmente produções contemporâneas de artistas de Salvador e traz uma diversidade de espetáculos, reunindo diferentes gerações, grupos, dramaturgias e temáticas.
 
Diante do atual cenário de isolamento social, artistas adaptaram seus solos ao formato digital e se utilizaram de estratégias cinematográficas e cênicas para gerarem um novo conteúdo artístico, uma experiência diferente que tem sido nomeada como “Teatro Virtual” ou ainda “Cinema Cênico”. Para comentar essas e outras questões na sexta-feira (2/4), às 19h, Fábio Vidal recebe João Guisande e Marcos Lopes no “Encontro Solos”, espaço de diálogo no perfil do Territórios Sirius (@siriusterritorio) no Instagram.
 
Como atividade formativa do projeto, será oferecida na próxima semana a oficina de elaboração de projetos, com a produtora cultural Ana Paula Vasconcelos que será realizada entre os dias 5, 6 e 7/4, 9h às 13h, trazendo informações e ferramentas que visam contribuir para atividade organizacional de artistas, produtores e estudantes no campo das artes cênicas. As inscrições estão abertas no site www.territoriosirius.com.br/solos até o dia 1º de abril.
 
“Solos em Todos os Solos” é uma realização do Território Sirius e Multi Planejamento Cultural, contemplado pelo Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens Artísticas, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura Municipal de Salvador, por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, com recursos oriundos da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal.
 


“Retratos imorais” (Foto: Diney Araujo)
Fotos em alta resolução: https://bit.ly/39fMkLM


Espetáculos
 
“Retratos imorais”
Estreado em Portugal em 2018 e apresentado em diversas cidades brasileiras, a encenação se constrói de forma lírica, irônica e bem-humorada ao adaptar dois contos do escritor Ronaldo Correia Brito, “Mãe em fuligem de candeeiro” e “Mãe numa ilha deserta”. Edmundo e Marivaldo são personagens que se revelam opostos e desconhecidos, que compartilham uma solidão habitual de muitos moradores de ilhas desertas e paisagens com aglomerações. Os dois monólogos se unem em um só espetáculo pelo fio invisível da poética nos avessos de duas almas, propositadamente abandonadas, no universo do absurdo da solidão humana. O espetáculo, dirigido por Moncho Rodriguez, rendeu a João Guisande o Prêmio Braskem no ano da sua estreia.
 
“O Barão nas árvores”
Lúdico e poético, o espetáculo conta a história de Cosme Chuvasco de Rondó, filho de nobres que aos 12 anos decide subir nas árvores e nunca mais descer, se transformando em um grande defensor da natureza. Ao misturar teatro, música e contação de histórias, as aventuras do barão, narrativa adaptada da obra de Ítalo Calvino, traz antigas brincadeiras infantis e manifestações da cultura popular nordestina. “O Barão nas árvores” impõe reflexões acerca de escolhas feitas na infância, preservação do meio ambiente e poder de transformação da realidade por meio da arte. O espetáculo infanto-juvenil é atuado por Marcos Lopes e tem direção de Guilherme Hunder. 

Programação

Encontro Solos
2/4 (sexta-feira), às 19h – Fábio Vidal convida João Guisande e Marcos Lopes

Espetáculos
3/4, às 19h – “Retratos imorais
4/4, às 15h – “O Barão nas árvores”

Gratuito
 
Informações do projeto:
www.territoriosirius.com.br/solos

Compartilhe essa postagem