‘Inajá Iê’ canta o sertão em novo single de Charles Theone

Com xote envolvente, artista homenageia a cultura nordestina e suas origens

Cantando um Nordeste florido e cheio de vida, o cantor pernambucano Charles Theone apresenta o seu mais novo single: ‘Inajá Iê’, disponível nas principais plataformas digitais (Itunes, Amazon, Deezer, Spotify e Youtube). Acesse através do link https://tratore.ffm.to/inaja-ie.

A canção que retrata a história do compositor e poeta, apresenta um enredo sobre a importância de levar a cultura nordestina pelo mundo, destacando suas belezas, abundância, diversidade e recursos naturais.

Situação vivenciada pelo artista, que já se apresentou em mais de 88 cidades, somente na Europa, ‘Inajá Iê’ é um xote pé de serra envolvente, ritmado com muito swing e atitude, inspirados na psicodelia dos anos 70 de bandas, como Avé Sangria, do guitarrista Paulo Rafael. “Além disso, esse é um xote inspirado no regionalismo do nosso Rei do Baião, Luiz Gonzaga, e na progressividade do meu mestre Alceu Valença”, comemora.

O cantor destaca que a composição é uma homenagem aos seus pais, José Leônidas e Antônia Áurea, e a tudo que faz parte da sua construção de vida como artista. “Nessa canção eu falo da minha trajetória pelo mundo, do amor que eu tenho pelo Brasil e pelo nosso nordeste, por Recife e Olinda e pela minha cidade Inajá, no Sertão do Moxotó. Essa canção é um abraço no meu povo e nas minhas origens”, ressalta.

Para o pernambucano é um orgulho poder compartilhar sobre a cultura da sua terra em arte musicada. “Compor e cantar ‘Inajá Iê’ é um mergulho na minha história e um cheiro na alma do meu povo, é um aboio de agradecimento de onde vim e por tudo que sou”, frisa.

Além da canção, o cantor lança no mesmo dia, em seu canal no Youtube, o ClipeDOC de ‘Inajá Iê’. Esse é o terceiro trabalho audiovisual da trilogia que possui a estética de filme rural, gravado no Sertão Profundo com direção e fotografia de Max Lavay. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=IRi3cRD2aKc.

O artista revela que a inspiração para a criação da estética do ClipDOC se deu pela vontade de visibilizar a cultura nordestina em seus diversos ângulos. “A criação da estética é registrar em imagem a pluralidade, sabores e cores do nosso povo. É dar voz a simplicidade e valorizar as riquezas do nosso nordeste”, finaliza.

Equipe Canal In

Repórter: Lucas Gomes

Editor: Ricardo Henrique

Foto: Max Lavay / divulgação

Compartilhe essa postagem