Resenha IN do Filme “Doutor Sono” (Doctor Sleep, 2019)

Here’s Johnny! Again

O Iluminado, clássica história de horror do cultuado escritor Stephen King é, certamente, um marco na cronologia desse gênero do cinema. Apesar das divergências entre diretor e autor (Stanley Kubrick não considerou a versão do livro para adaptar a história para as telonas, o que provocou a ira de Stephen King), a obra é inquestionável em termos de qualidade – marca de um Kubrick, que sempre acertou nos seus trabalhos.

Trinta e nove anos depois, cabe à Mike Flanagan a missão de continuar a história contada por Kubrick, mas fazendo jus (e redimindo O Iluminado, nas palavras de Stephen King) à obra original.

Doutor Sono, adaptação do livro homônimo de King, se passa quarenta anos após os eventos de O Iluminado, contando a história de um Danny Torrance (interpretado por Ewan McGregor) amadurecido, porém traumatizado pelo trágico passado do seu pai, e alcóolatra, vivendo aos trancos e barrancos, sem residência fixa.

O filme se inicia com uma cena envolvendo a antagonista da trama, Rose the Hat (Rebecca Ferguson), onde somos apresentados ao conceito que regerá a trama: a busca por crianças “iluminadas”, com poderes e habilidades especiais (apesar de não ser um filme de herói, até que a trama se assemelha nesse sentido) para alimentar, energeticamente, a seita liderada por Rose.

Logo em seguida, somos reapresentados ao Hotel Overlook. Aqui, o filme prefere reconstituir cenas clássicas de O Iluminado, com atores distintos, como Henry Thomas (que dá vida à Jack Torrance, eternizado por Jack Nicholson), Alex Essoe (Wendy Torrance, em uma interpretação mais emotiva do que a Shelley Duvall) e Roger Dale Floyd (como Danny Torrance, interpretado por Danny Lloyd, esquecido após seu papel na clássica obra), ao invés de utilizar as imagens do filme de 1980.

Nesse quesito, cenas icônicas são recriadas e, apesar do elemento nostálgico falar mais alto, a homenagem é o sentimento mais latente. Ciente disso, as alusões e a própria metalinguagem do filme referenciam o universo criado por Stephen King, então, além de estarmos de volta ao Hotel Overlook, vemos Danny pedalando em seu triciclo, a “velha” do banheiro e o sinistro quarto 237.

Inicialmente, a trama se situa logo após os eventos de O Iluminado e faz uma transição temporal para 2011, onde vemos Danny, já adulto, tentando se situar em New Hampshire, onde entra para os alcóolicos anônimos e utiliza seus conhecimentos como enfermeiro (e seu dom paranormal) para acalentar a vida de pacientes terminais.

Paralelo à isso, a trama avança para 2019, onde a seita de Rose aumenta e, através de um ritual macabro, há a conversão de uma garota que consegue convencer as pessoas através das palavras, a Snakebite Andi (Emily Alyn Lind), que aparece ameaçadora, mas por pouco tempo. Nesse sentido, o bando liderado por Rose é pouco desenvolvido e representa uma ameaça vazia, pois o que deveria ser um dos ápices da história, é facilmente resolvido com duas pessoas armadas: Billy (Cliff Curtis) e Danny.

O grande destaque da trama reside na atuação de KylieghCurran, que dá vida a Abra Stone, uma menina que estabelece um vínculo telepático com Danny e possui poderes e habilidades similares aos de Danny.

Proporcionando um retorno para o Hotel Overlook, ainda que indesejado (pois quem gostaria de voltar para um local assombrado?), Doutor Sono se destaca pelas atuações e história, deixando a desejar apenas em quesitos de roteiro (no desenvolvimento dos antagonistas). Para os amantes dos filmes de terror, é uma obra necessária e à altura da clássica narrativa de Stephen King e da versão cinematográfica do Stanley Kubrick. Talvez questionem a sua existência, mas como continuação de algo icônico, cumpre o seu papel.

Nota: 8/10

Ficha Técnica:

Doutor Sono (Título Original: Doctor Sleep)

Duração: 151 minutos

Gênero: Terror

Direção: Mike Flanagan

Estrelando: Ewan McGregor, Rebecca Ferguson, Jacob Tremblay, Kyliegh Curran e outros.

Estreia Nacional: 07 de novembro de 2019

 

EQUIPE CANAL IN

REPÓRTER: MARCO DIAS

EDITOR: RICARDO HENRIQUE 

FOTOS: DIVULGAÇÃO 

Compartilhe essa postagem

Sem comentários

Acrescente o seu