Série DestINos vai ao sul da Bahia conhecer as particularidades de Itabuna e Ilhéus



O sul da Bahia é realmente imperdível. Com suas praias paradisíacas e quase desertas que integram os rankings de “As mais belas do Brasil”, a região é um dos destINos mais cobiçados para quem quer aproveitar o verão em grande estilo. Mas, quando o inverno se instala, a região mais fria do estado converte sua característica praieira para cosmopolita com visuais incríveis, dignos de serem comparados com os famosos cartões-postais europeus.

É que para além do mar, o sul baiano é banhado de muita história, cultura e tradição, gastronomia.

Um dos exemplos é Itabuna e Ilhéus, cidades que trouxe ao mundo, criou e inspirou Jorge Amado. Os i’s do sul imortalizados na poesia do célebre escritor ainda guardam os encantos descritos por ele, mas com o fortalecimento da economia e a urbanização, a região do cacau respira novos ares. Vem comigo conhecer o sul da Bahia tem!


                                Itabuna

                                  Ilhéus

 

Como chegar:


A mais de 400 km de distância de Salvador, é possível chegar à Itabuna e Ilhéus de ônibus – opção mais econômica caso esteja partindo dentro do limite estadual – ou de avião. Eu optei em ir de ônibus até Itabuna, com saída da rodoviária de Salvador. A passagem custou cerca de R$ 90 e a viagem durou quase 8 horas, a BR 101, principal via, estava em boas condições e o trânsito tranquilo, a beleza interiorana impede que trajeto seja mais cansativo. Na volta, escolhi ir de aéreo partindo do aeroporto de Ilhéus. A duração da viagem foi de apenas 30 minutos. A depender da época, o valor da passagem pode ser um pouco salgado, a dica é pesquisar muito e comparar os preços entre as companhias áreas.


Onde ficar:


Itabuna possui uma infraestrutura hoteleira melhor em comparação a Ilhéus, por isso decidi me acomodar na cidade que fica a cerca de 30 km da sua vizinha. Escolhi o Tarik Fontes Plaza, hotel de 3 estrelas localizado num dos melhores bairros da cidade, próximo a um Shopping Center e com uma vista incrível da cidade. Para quem quer economizar na hospedagem, existem várias pousadas e hostels, sendo possível encontrar diárias a partir de R$86.

Itabuna:

Comecei a desbravar as belezas do sul por Itabuna, e em conversa com alguns nativos me surpreendi ao constatar que muitos deles não conseguiram me responder o que a cidade tem de melhor a oferecer. De fato Itabuna não é um local com grandes atrativos turísticos. Culturalmente falando, a cidade é um tanto fria, o Teatro Municipal ainda está em construção, o inacabado Shopping Popular foi demolido recentemente e o único Shopping em atividade ainda não possui cinema, as obras estão em fase de finalização. Mesmo com esse impasse na área cultural, a cidade possui um charme que é só dela e que vale a pena conferir.


O principal cartão-postal de Itabuna é o rio cachoeira, que atravessa a cidade de ponta a ponta e proporciona uma paisagem deslumbrante com as águas refletindo os prédios. O local é bastante procurado para quem quer se exercitar e entrar em contato com a natureza. Nas margens do rio há uma extensa área arborizada com pistas de caminhada, ciclovias, praças e campo de futebol. Infelizmente o rio se encontra poluído e impróprio para banho, mas há alguns projetos para sua revitalização.

No local ainda é possível apreciar a vida silvestres:  é comum a presença de capivaras se alimentando e circulando nas redondezas do rio, mas cuidado para não se aproximar demais, os herbívoros podem reagir de maneira agressiva caso se sinta ameaçado.

Itabuna tem um centro comercial bastante aquecido, na avenida cinqüentenário, uma das mais movimentadas da cidade, é possível encontrar de tudo. Além disso, as praças públicas são pontos de encontro para piqueniques, encontrar amigos e ver o tempo passar.


Noite em Ilhéus:


A noite em Itabuna não tem tanta tradição, existem alguns bares e restaurantes que funcionam até a madrugada, mas em geral são mornos. A vida noturna é mais pulsante em Ilhéus, por isso vale a pena aproveitá-la. Há linhas de ônibus interestaduais disponíveis que fazem o trajeto por cerca de R$7.

Uma das opções é o centenário Bar Vesúvio, localizado no centro histórico de Ilhéus. O Vesúvio é um dos estabelecimentos mais antigos da cidade e foi citado na narrativa de Jorge Amado na obra Gabriela Cravo e Canela. O local serve bons drinks e comida de boa qualidade.

Logo à frente está a imponente Catedral de São Sebastião e uma estátua em homenagem ao saudoso Amado.


Vale a pena conhecer em Ilhéus:

Como minha passagem por Ilhéus foi bem curta, não tive tempo de conhecê-la o quanto gostaria, mas durante o dia tem muito o que se fazer na cidade: a Casa de Cultura Jorge Amado, onde o escritor viveu boa parte de sua vida, e o famoso prostíbulo, cabaré e cassino do século XX, o Bataclan, são algumas das opções.


Ilhéus também é conhecida por suas belas praias, a mais famosa é a dos Milionários, porém a ventania e as chuvas do inverno desanimam a dar um mergulho, o que não é um grande problema já que a cidade tem muito a oferecer.

 

 

Equipe Canal In

Repórter: Lucas Gomes

Editor: Ricardo Henrique 

Fotos: Canal In / Internet 

Compartilhe essa postagem