Show de Vânia Abreu acontece dia 12 de dezembro na Concha Acústica

 

 

Em comemoração aos 20 anos do CD ‘Seio da Bahia’, show inédito vai contar com participações dos cantores Gerônimo, Saulo, Jau e sua irmã Daniela Mercury. Ingressos estão à venda na bilheteria do TCA, SAC’s dos Shoppings Barra e Bela Vista e através do site Ingresso Rápido

 

 

A cantora baiana Vânia Abreu realiza show inédito em Salvador no dia 12 de dezembro (quinta-feira) em comemoração aos 20 anos do seu CD ‘Seio da Bahia’. A apresentação será na Concha Acústica às 19h e vai contar com participações dos cantores Gerônimo, Jau, Saulo e sua irmã Daniela Mercury. Os ingressos estão à venda na bilheteria do TCA, SAC’s dos Shoppings Barra e Bela Vista e através do site Ingresso Rápido. Lançado em 1999 pela Velas/Universal, o disco projetou Vânia nacionalmente e rendeu elogios de crítica e público. No palco, a artista estará acompanhada por cinco músicos e uma orquestra de cordas com direção musical do Maestro e pianista João Cristal. O espetáculo mistura canções do álbum e sucessos repaginados de grandes cancioneiros da música brasileira que a influenciaram. O show atravessa o repertório do CD, entrecortando-o com outras canções que vão dando o sentido de lugar de pertencimento. 

 

“O show trata de rever o álbum num momento político de desumanização disfarçado de um novo nacionalismo. Quero falar do lugar, como território emocional, não como um espaço folclórico de tribos.  De como a Bahia é para mim, o coração do Brasil. A arte expõe a alma de quem somos e é por ela que precisamos nos rever, nos achar de novo e achar um caminho para o futuro.” explica a cantora. 

 

Das canções gravadas em Seio da Bahia estão previstas para o show, a faixa título, que com arranjo inédito será lançado em single nas plataformas digitais no final de novembro e, Mais de Mim  de Marcelo Quintanilha, Sangue Latino (João Ricardo e Paulinho Mendonça), Voz Guia (Roberto Mendes e Jorge Portugal), Conto de Areia (Romildo Bastos e Toninho), Nena Jacira e Dodô  (Gerônimo), além de Migrou, de Chico César, Dó de Mim, de Péri. São destaques do CD Pra Mim, de 1997 e Pra Falar de Amor, de Tenison Del Rey e Paulo Vascon e Alcaçuz de Chico César do CD Eu sou a Multidão, de 2003. Bem ou Mal, de Maurício Gaetani, gravada em 1995, no álbum de estreia, nunca pode faltar no repertório. 

 

Outro destaque é o single Meu Sotaque, produzido por Toni Duarte com participação de Davi Moraes e lançado em 2018, sobre um episódio de intolerância vivenciado pela própria cantora e transformado em música. “Em uma discussão num espaço público, uma pessoa percebeu que meu sotaque era diferente do dela, perguntou de onde eu era e começou a me ofender. Meu lugar de origem foi relacionado a todos os problemas de São Paulo” comenta. A composição é de Marcelo Quintanilha, marido da cantora, que escreveu a música como resposta à xenofobia e a esse lugar de estranhamento das diferenças culturais/étnicas que é vivido por muitas pessoas.

Serviço:

O que: Show de Vânia Abreu

Quando: 12 de dezembro (quinta-feira)

Horário: 19h

Onde: Concha Acústica

Duração: 90 minutos

Classificação etária: Livre

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) / R$ 40,00 (meia) – plateia | Camarote: R$ 160,00 (inteira) / R$ 80,00 (meia) 

Informações: (71) 4000-1139

Foto: divulgação i

Compartilhe essa postagem