Saúde e bem estar

Médica propõe emagrecimento com saúde, beleza e bem-estar

Suplementações de nutrientes, reposição hormonal, emagrecimento e terapia injetável estão entre os tratamentos para quem deseja vencer a obesidade

Tomando partido de sua própria história, marcada pelo ganho de gordura abdominal, perda de massa magra, queda de cabelo e fadiga, antes dos 40 anos, a médica Dra Talita Lelis – pós-graduada em obesidade pelo Hospital Albert Einsten (SP) e com MBA em Gestão de Saúde pela Fundação Getúlio Vargas ( FGV) – , também fez cursos de extensão em várias áreas como de Emagrecimento, Implantes Subcutâneos, Hipertrofia, Terapias injetáveis, Medicina Estética entre outros, mudou seu estilo de vida, inspirou pessoas e hoje proporciona diversos tratamentos para quem deseja obter saúde e beleza, independentemente da idade.

Em sua clínica ela aposta em suplementações de nutrientes, reposição hormonal, emagrecimento e terapia injetável.
“O tratamento para obesidade geralmente envolve uma abordagem multiprofissional, ou seja, é necessário contar com mais de um profissional da saúde para cuidar de cada uma das frentes que seu tratamento exige, como precisar de acompanhamento com nutricionista, psicólogo, educador físico, dentre outros”, diz a médica. O acompanhamento poderá ser pontual ou em conjunto com todos eles.

Mas no entanto, mudanças no estilo de vida, uma dieta equilibrada, práticas para o mantimento de saúde mental e exercício físico, uma boa noite de sono, ingestão de pelo menos 2 litros de água diariamente, evitar bebidas alcoolicas e fumo, são formas não apenas de tratar, mas também de prevenir essa condição. “Compreender a obesidade requer um olhar abrangente, que vai além do consumo calórico de alimentos. É fundamental analisar os hábitos e estilos de vida do indivíduo, assim como fatores psicológicos, emocionais e biológicos que podem estar envolvidos”, afirma Dra. Talita. Ainda de acordo com a profissional, cada pessoa possui uma história única e as diversas experiências, que moldam sua relação com a comida e o consequente peso corporal.

“Em determinados casos, o uso de medicamentos será indicado. Os remédios podem atuar desde controlando o apetite do paciente, até reduzindo a absorção de gordura pelo organismo”, avalia Lelis. A alimentação balanceada é o principal pilar para preservar a saúde a longo prazo, controlando o peso e prevenindo complicações cardiovasculares.

Categoricamente, a obesidade atualmente é um dos principais problemas de saúde pública no mundo, tornando-se uma doença multifatorial, resultante de uma interação de inúmeros fatores, entre eles, os fatores genéticos, metabólicos, ambientais e comportamentais. Fato é que trata-se de uma doença crônica caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura no corpo, quando há índice de massa corporal (IMC) superior a 30 kg/m², aumentando a mortalidade.

Dra. Talita Lelis (@dratalitalelis.medica) conduz sua clínica que leva o seu próprio nome, localizada no Salvador Trade Center, Avenida Tancredo Neves. | Divulgação

Equipe Canal In
Repórter | Editor: Ricardo Henrique
Foto: ascom

admin