Legião Urbana recupera o “Tempo Perdido” e volta à Salvador com turnê comemorativa

 

Os grandes sucessos da banda de rock que embalaram os anos 80 e 90 foram apresentados hoje (29) na Concha.

 

Não importa a geração, a atemporalidade da banda Legião Urbana conquista a todos. Canções de cunho político, amoroso e existencial fazem parte do repertório do grupo. Por isso, para celebrar as três décadas de lançamento do seu segundo e terceiro álbum, a banda apresentou na noite de hoje (29) na Concha Acústica, Salvador, sua turnê comemorativa.

Dado Villa Lobos e Marcelo Bonfá, integrantes da formação inicial da banda, subiram ao palco para tocar os álbuns “Dois” e “Que país é este”, lançados 1986 e 1987 respectivamente e considerados como uns dos maiores discos da música brasileira. A última vez que a banda esteve em Salvador foi em 2016. A turnê teve início nos Estados Unidos e terá continuidade em outras cidades.

 

Em um show eletrizante, o vocalista André Frateschi acompanhado de Lucas Vasconcellos (guitarra e violão), Mauro Berman (baixo) e Roberto Pollo (teclados), relembraram os sucessos da banda como “Quase sem querer”, “Índios” e “Faroeste Caboclo”. Emocionado, André fez uma homenagem a Renato Russo, cantor e um dos fundadores da banda, que morreu precocemente. “Isso aqui não estaria acontecendo se não tivesse um idealizador, o cara que deixou um legado grande para o país, Viva Renato Russo!” aplaudiu o cantor acompanhado do público.

Apaixonada pela banda, a psicóloga Roseli Silva, 39 anos, estava bem pertinho do palco no show. Ela contou para o Canal In sua relação com a banda “Eu acompanho Legião da minha infância até hoje! Sou muito fã”. disse

Equipe Canal In

Editor Ricardo Henrique

Repórter Lucas Gomes

Fotos Reginaldo Silva / Canal In

Compartilhe essa postagem